quinta-feira, setembro 21, 2006


Alarmante!!!!!!

Este episódio caricato foi-me contado por um amigo e mal o ouvi senti uma subita necessidade de a partilhar com os demais amigos e participantes deste blog:
Como não foram mencionados nomes durante a historia vamos chamar à protagonista de Sra Y (é á espião secreto).

A Sra Y, para garantir a seguranca do seu estabelecimento comprou um aparelhometro que tem por finalidade assustar os mauzões através de uma audivel sirene após intrusão.
Tudo era maravilhoso, tudo era alegria até ao fatidico dia em que o dito aparelhometro começou a disparar sozinho e sem motivo aparente...
Tanto foi, que esta situação chegou ao extremo de que quando a Sra. Y num belo dia se encontrava feliz e contente no seu estabelecimento, o bendito aparelhometro disparou.....
....após diversas e incansáveis tentativas para calar o bendito aparelhometro, e sem sucessos, a Sra. Y entrou em "parafuso" e foi então....
...que passou à fase do dito "desespero" e iniciou um processo de procedimentos anormais, ou seja... começou a inventar!!!!!!

Como primeiro recurso desligou o quadro da electricidade!
(Ora vejamos...se fosse assim tao simples, qualquer ladrão o fazia né? - consideramos então que foi um acto brilhante, ideia de génio! -
De seguida e como manda a regra dos procedimentos anormais, a Sra. Y foi retirar o aparelhometro da parede, mesmo sabendo que este é o seu habitat natural, e ficou com ele na mão.
Eis que então, verifica que na parte de trás do aparelhometro se encontra uma tampa, tampa essa que guarda a PILHA.
Ui! Foi a derradeira descoberta, a forma de levar vencido o maldito!
Desaparafusou a tampa, deixando a descoberto "a pilha", a maldita pilha paralelepipeda de 9volts que ficou pendurada pelos cabos de ligacao ao aparelho!!!!!!!!!
Oh Gloria!! Oh Maravilha! A solucão ali a mão de semear...
...................................................


O silêncio...


A Sra. Y tinha resolvido a questão com uma simples TESOURADA NOS CABOS!!!!!!

AAAAAAAAAAAAAAhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, em vez de os desligar como as pessoas normais a Sra. Y cortou os fios inutilizando assim, a fonte de alimentacao alternativa, que serviria para que em caso de falha ou corte de energia. Corte esse que qualquer ladrão consegue fazer desligando o quadro electrico.


Palavras para quê!...Há com cada burro ...dasse!!!

segunda-feira, setembro 04, 2006


INVENÇÃO DO BURRO!

Há quem diga que um animal não pode ser inventado, porem sempre ouvi dizer a minha mãe:

- Se tu não tivesses nascido, tinhas que ser inventado.
E olhem logo a ideia que ela me foi dar ...

... tudo começou na noite antes do meu 1º dia de escola, claro que depois de eu ter inventado o "Ministério da Educação" - deixem-me ressalvar que originalmente chamava-se MACROstério da Educação, mas entretanto o actual Concelho de MACROstros conclui que com tanta educação à geração futura, os membros deste Concelho correriam o risco de apenas sobrarem para Presidentes de Regiões Autónomas, Dirigentes de Clubes do Norte, ou mesmo Taxistas.

Voltando ao meu 1º dia de escola, no preciso momento em que começo a testar a minha recente invenção, o adormecer, eis que ouço lá ao fundo a minha mãe:

- Filho, filho ... tás a dormir?

Pensava eu que o silêncio não só me permitiria continuar a testar aquela tão produtiva invenção que acabava de me presentear com uma brasileira toda nua a oferecer-me uma bicicleta, como também serviria de um SIM. Mas claro que sendo a minha mãe já do tempo do recem alterado Ministério da Educação, tempo esse em que com apenas 4 classes o educando já estava preparado para ocupar um cargo na Câmara Municipal, não desistiu da sua convicção de obter uma resposta, continuando repetitivamente com a mesma pergunta até que esta chega ao estado em que somos obrigado a responder a única resposta que se pode dar a uma pergunta destas:

- Não! (Eu ainda tive para responder SIM, mas com 4 Classes em cima ela topava logo que eu estava a mentir).

No dia seguinte pergunta-me:

- Então filho, já acordaste?

no preciso momento em que estou a descer as escadas para tomar o pequeno-almoço, de mochila às costas, gel no cabelo e farda do colégio vestida. Aqui já fui mais doido e respondi:

- Achas mãe? Vim só aqui baixo te dizer para não te esqueceres de me ires perguntar ao quarto se eu estou a dormir, pois já são horas de ir para a escola...

Claro que a 4ª Classe mostrou o que valia:

- Oh filho, já sabes que me custa muito subir estas escadas, aproveita que já estás vestido e vem tomar o pequeno-almoço, que eu logo à noite prometo que não me esqueço de te ir perguntar.

E foi assim, com tamanho grau de raciocínio deste conjunto de perguntas da minha mãe que eu tive necessidade de inventar o tipo de pessoa que ela era.

Concluí que é uma pessoa que: Busca Incansavelmente uma Resposta Ridícula (BIRR)

Para distinguir o meu Pai da minha Mãe, acrescentei um "o" e um "a", que ficou o Birro do meu pai, mais a Birra da minha Mãe.

Eu já tinha percebido que o meu pai fazia sempre birra quando a minha mãe no quarto dizia em bom som que não tinha familiares em Tókyo, e tão pouco tinha telefone (eu cá sempre desconfiei que o meu pai era Japonês, desde o dia que o vi a comer uma ostra crua que por acaso tinha caído no colo da empregada, e que para não deixar cair mais, comeu-a logo ali). Como tal, o meu pai não podia ser Birro e ao mesmo tempo fazer Birra, que era a minha mãe. Tive então que alterar o nome da minha invenção para BURR (o/a), pois com as outras vogais já existia:

- Barro, que é preciso para o Ministério da Educação poder pôr mais uma disciplina que tão bem ensina uma arte que nunca seria possível de os substituir: "Trabalhos Manuais".
- Berro, que é o que a minha mãe deu no duche quando percebeu que "O contrário da água estar quente é a água estar fria".
- Borro, que é muito usado ao fim de um jantar no Chinês: "Se o autocarro se atrasa, BORRO-me todo".

Esta minha invenção atingiu a plenitude, quando determinada companhia de telecomunicações cujo nome termina em "ões" (não, não é a Rádio Leixões), decidiu dar apoio à Busca Incansavel de Respostas Ridículas dos seus clientes, que graças à minha invenção, agora já os podemos chamar de Burros.

Para mais invensões carregua aqui!

quinta-feira, agosto 31, 2006


Estética!!

De todos os trabalhos, os que implicam a deslocação ao domicilio para vendas ou instalação de equipamentos devem ser os que mais embaraços criam.
Segundo reza a lenda, foi efectuada uma reclamação após uma deslocação para instalação de um determinado equipamento que envolvia a passagem de cabos pela casa, aquando a operação o empregado destacado ter-se-á descuidado no único aspecto ou num dos aspectos mais importantes para o dono....não, não foi a deficiente instalação ou o mau funcionamento do equipamento em questão, mas sim o facto de…ele ter passado o cabo pelo seu papel de parede, fazendo buracos no mesmo!
Meu deus… um crime, um ultraje, inadmissivel diria mesmo mais que completa falta de "chá"!!
Que raio de individuos são estes, que entre a escolha de uma parede branca e uma parede carinhosamente forrada a papel de parede, acabam por estragar o equilíbrio cromático em que aquela sala esta envolta, e que raio de empresas são estas que recrutam todo o tipo de trogloditas sem a sensibilidade essencial, que é o do sentido estético e harmonioso das sociedades modernas.
Com tantos requisitos que neste momento são solicitados no competitivo mercado de trabalho tanto em pequenas empresas como em grandes multinacionais, é incompreensível que este tipo de atributos seja esquecido! Lamentável!
Aconselho a todos os que procuram emprego que nos seus currículos façam o favor de colocar em lugar de destaque esta informação, e se vos questionarem qual a razão pelo qual colocaram esta preciosa informação apenas respondam:- temos de agradar a todos e há com cada burro… dass”

quarta-feira, agosto 30, 2006

Burrice, como quem diz em bom Português, estupidez, asneira, teimosia, casmurrice, amuo.
De tantas derivadas haverá alguma que defina verdadeiramente os ditos “Burros” com que nos deparamos dia a dia!!!
Estupidez, será um Dom herdado ou imposto para justificar a Casmurrice de quem a Teimosia é amante ou próxima do seu ser?!!!
Os Amuos diários justificam a “Burrice” ou servem para disfarçar um cérebro não Cultivado.
Fica aqui a questão bem à moda Portuguesa.
Já agora “Burrice” para Inglês é, “ The symbol of the democratic Party”

Há com_cada_Burro

É verdade, cá estamos nós a abrir actividade de um novo blog na blogosfera mundial. O tópico do blog não será novidade neste mundo, no entanto criar um blog dedicado unica e exclusivamente a este animal que ao contrário do verdadeiro não se encontra em vias de extinção, (estando mesmo a proliferar nestas estepes que são a selva urbana) é de valor . Espero que tenhamos algum reconhecimento pela divulgação a que expomos esta especie que tanto pode ser cómica como irritante.

terça-feira, agosto 29, 2006

E foi assim...
Porque haveriamos nós de guardar e não partilhar e comentar as ditas "burrices" com que nos deparamos todos os dias, sem excepção!

É incrivel o que ouvimos diáriamente!

São palavras, situações e comentários que nos levam a desabafar...
" - Há com cada burro!"

Na verdade, todos nós já passámos pelo mesmo, quer seja do lado do espectador, como do actor e nada mais saudável dos que nos divertirmos connosco e com os outros.

Por isso...Toca a blogar!
Este Blog nasceu da mente parva e perversa de 4 Burros, queremos deixar desde já claro para todos os que caiam na burrice de o ler que não é nem nunca foi nossa intenção ofender o animal, que pelo que parece até é bastante inteligente, à quem caia até no erro de dizer que de burro só tem mesmo o nome.
Na realidade de burros todos temos um pouco, logo também não será nossa intenção ofender aqueles que andam só sobre duas patas.
Serve este blog apenas para deixarmos para a posteridade o registo das aventuras e desventuras de um grupo de pessoas que todos os dias levam com algumas calinadas que resolvemos chamar de burrices.
Ok, tou a mentir, o grande objectivo é na realidade criar algo que tenha imenso sucesso no mundo cibernautico de modo a que tenhamos imensos patrocinios e possamos viver o resto das nossas vidas nas caraíbas ou no Dubai recheados de modormias e a comer com os pés dentro de água....
É caso para dizer: "Chama-o Burro..."
Espero que se divirtam tanto a lê-lo/participar como nós a criá-lo. e tenham sempre em mente que o que nos faz rir são sempre o ridiculo e as burrices dos outros... :D

Bom, parece que cabe a mim o 1ª post neste nosso blog!
Qual a melhor forma de espalhar a "fé", novos conceitos e os sempre saudaveis delíros de cada um do que num blog, e será principalmente neste ultimo tópico de delírios que nos vamos centrar!
Todos nos já vivemos experiências no nosso quotidiano em que ficamos de boca aberta, perplexos com um único pensamento em mente,"- Há com cada burro...dass!".